Hipersensibilidade auditiva pode ser tratada durante o sono | Bem Estar

0
5806


Como você escuta os barulhos do dia a dia? Eles te incomodam excessivamente? Será que você tem hipersensibilidade auditiva? No Bem Estar desta quinta-feira, 23 de novembro, a otorrinolaringologista Doutora Tanit Sanchez explica que o melhor tratamento se aprende dormindo.

Mas será que dá pra aprender qualquer coisa dormindo? Estudos mostram que dormir ouvindo uma música aumenta a chance de decorar a letra. A pediatra Doutora Ana Escobar explica o assunto.

Cérebro reorganiza no sono tudo o que aprendemos durante o dia

Cérebro reorganiza no sono tudo o que aprendemos durante o dia

Já se ouviu muito por aí que é possível aprender inglês dormindo. No entanto, segundo a Dra. Ana Escobar, ainda que isso seja possível, não é algo recomendável, pois durante o sono, o cérebro tem funções muito mais importantes do que aprender um novo idioma.

O nosso cérebro nunca para e quando a gente acha que ele está descansando, ele está trabalhando em outras funções. É durante o sono que o cérebro reorganiza tudo o que aprendemos durante o dia, como se separasse em pastas as informações relevantes e menos relevantes. Durante o sono REM, o cérebro limpa todas as toxinas, radicais livres e proteínas que atrapalham o funcionamento celular, como uma espécie de faxina mesmo.

Sensibilidade auditiva – Por outro lado, pessoas com sensibilidade auditiva podem tratar o problema enquanto dormem e “aprender” a conviver com sons que antes as incomodavam.

Silêncio não é bom para quem tem hipersensibilidade auditiva

Silêncio não é bom para quem tem hipersensibilidade auditiva

Estima-se que 10% da população tenha hipersensibilidade auditiva. O indivíduo pode nascer com a sensibilidade ou ficar sensível por lesões ou questões emocionais. Diminuição da serotonina, por exemplo, pode afetar a sensibilidade auditiva.

O problema pode causar dores de cabeça, irritabilidade, insônia, aumentar a frequência cardíaca, a pressão e até causar zumbido. Por causa do incômodo, essas pessoas costumam se isolar, ficar em ambientes fechados, com protetores auriculares e isso só piora o problema. Quanto menos estímulos sonoros elas tiverem, mais sensíveis vão ficando.

Tratamento – Existem dois tipos de sensibilidade auditiva. A hiperacusia é a sensibilidade a barulhos fracos e de média intensidade. As pessoas que sofrem deste problema, ouvem de forma ampliada porque o cérebro delas interpreta o som de forma diferente.

Já a misofonia é a sensibilidade a barulhos repetitivos, como sons do teclado, perna balançando, tic tac de caneta etc. O tratamento com terapias sonoras vale para quem tem hiperacusia.

A terapia auditiva é usada para dessensibilizar o ouvido e como a audição não desliga nunca, é um tratamento possível de ser feito durante o sono. A pessoa é exposta a um som agradável, que pode vir de uma fonte de água ou outros barulhos de natureza. Os sons NÃO PODEM ser ouvidos em fones de ouvido, precisam estar no ambiente, juntamente com outros possíveis sons. O ideal é colocar um objeto, como uma fonte, que fique ligado o tempo todo no ambiente para que a pessoa não precise ligar e desligar. Mas existem muitos aplicativos que emitem sons e esse tipo de terapia funciona também com o celular.

Como funciona – Como dissemos acima, o cérebro está aprendendo 24h por dia, 7 dias por semana. Segundo a Dra. Tanit, a terapia sonora mexe nas conexões cerebrais da parte auditiva, modula as conexões e o cérebro aprende que aquele som, naquele volume, não é agressivo. Funciona como se fosse uma musculação, começa com sons muito baixinhos e vai aumentando gradativamente até que a pessoa passe a não se incomodar mais com volumes que para as outras pessoas não são incômodos.

Pessoas normais começam a se incomodar com sons a partir de 95dB. São considerados hipersensíveis aquelas pessoas que se incomodam com sons abaixo de 90dB.

Tratamento em UTI de Salvador inclui música até para os pacientes desacordados

Tratamento em UTI de Salvador inclui música até para os pacientes desacordados





DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here