Treino de musculação em dupla, como conciliar os objetivos?

0
6103


Treinar em dupla é uma excelente forma de se manter motivado e buscar melhores resultados. Mas como conseguir conciliar os objetivos?

Para muitas pessoas, o treino de musculação é mais do que apenas uma atividade física. Ele é o momento de encontrar amigos e esquecer dos problemas. Neste sentido, o treino de musculação em dupla é uma excelente alternativa, ainda mais para quem não pode contar com um treinador pessoal.

Mas como podemos conciliar os objetivos? Afinal, são duas pessoas diferentes e que tem uma estrutura de treino muito parecida.

Esta questão é bem ampla. Afinal, o treino de musculação envolve diferentes cenários e tem muitas variáveis.

Treino de musculação em dupla, escolhendo seu parceiro

Este é provavelmente, o ponto mais importante. Eu até vou falar de objetivos e de como montar uma estrutura adequada de treinos. Mas se o seu parceiro de treino não for bem escolhido, os resultados serão ruins.

Seu parceiro de treino precisa, prioritariamente, ter um objetivo final parecido com o seu. Se um quer emagrecer e o outro quer hipertrofia, como resultado final, é muito difícil conseguir bons resultados juntos.

A estrutura dos treinos é diferente, a escolha dos exercícios, a forma como eles são executados. Se não houver similaridade nos objetivos, os treinos serão muito diferentes e será difícil treinar em dupla.

Além disso, é importante escolher um parceiro que tenha um nível de condicionamento físico próximo. Lógico que isso nunca será igual.

Porém, um iniciante treinando com um avançado, é muito difícil de ter um treino integrado. Neste sentido, é fundamental que o condicionamento seja parecido. Imagine, por exemplo, uma pessoa que faz supino com 60 kg, que treina com alguém que faça com 20 kg.

Cada vez que um vai fazer o movimento, temos que mexer bastante na carga. Isso dificulta a estruturação do treino e intensidades mais altas.

Isso se refere a questão do treino. Há ainda outras importantes. A maior delas é o foco e a disciplina. Se na dupla, um é extremamente focado e treina sério e o outro é disperso e fica batendo papo ao invés de treinar, teremos problemas. Neste caso, é até melhor treinar sozinho e pedir ajuda em momentos específicos, mas cada um com um treino diferente.

Para o treino de musculação em dupla ser altamente eficiente, isso precisa ser levado em conta.

Leia também => É possível ter resultados com um treino de 30 minutos? (7 dicas importantes)

Planejamento e adaptação do treino de musculação em dupla

casal treino em dupla musculação

Após a escolha de um bom parceiro de treino, chegou a hora de estruturar o treino. Por mais que seja importante você ter um parceiro com expectativas próximas as suas, haverá individualidades em jogo.

Neste sentido, o treino de musculação em dupla deve ser parecido, nunca igual.

– Mas como assim Sandro? Eles não vão fazer o mesmo treino?

Em termos de sequencias de exercícios sim. Mas sempre com a adaptação adequada, para as individualidades de cada um.

Para tornar mais claro, vou exemplificar. Imagine que treinar juntos, 2 amigos. Em seu protocolo de treino, temos o agachamento livre. Porém, um deles apresenta um problema de desvio no joelho (um Geno Valgo, por exemplo).

O praticante que tem o desvio postural, precisará de exercícios educativos, de mudança de postura e provavelmente, de um exercício adaptado. Com isso, ele não poderá executar o movimento igual ao seu parceiro.

Neste sentido, será fundamental levar em conta a individualidade de cada um. Isso não impede o treino em dupla. Apenas faz com que a forma como o treino é montado, seja mais inteligente e assertiva. Mas convenhamos, isso é fundamental para qualquer pessoa, não é?

Treino de musculação em dupla, alinhando os objetivos em comum

Como já mencionei acima, é preciso ter um parceiro com certas similaridades. Porém, sempre haverá pontos específicos, que precisam ser alinhados. Neste sentido, um dos maiores desafios do treino em dupla é justamente, alinhar os objetivos.

Por isso, é importante ter uma periodização muito bem alinhada e de preferência, feita em conjunto. Assim, será possível alternar as variáveis de uma forma inteligente e que faça com que ambos tenham um bom desenvolvimento.

Este é, sem sombra de dúvidas, o primeiro e mais importante passo. Com a periodização bem alinhada, tudo fica mais fácil.

Leia também => Tem como recuperar um treino perdido?

Depois, temos que analisar as individualidades de cada um. Por mais que o treino seja em dupla, nada impede que em alguns pontos, os treinos sejam diferentes. É tudo uma questão de ajustes.

No geral, os treinos de musculação em dupla têm etapas diferentes no período básico. Onde podemos, por exemplo, ter um treino específico para aumento de força de membros inferiores para apenas um membro da dupla. O outro, faz um treino específico para sua necessidade.

Treinar em dupla é ótimo. Basta apenas fazer alguns ajustes e principalmente, ter um planejamento próximo e adequado.

A grande vantagem do treino em dupla é a motivação. Pessoas que treinam com amigos próximos, tem mais aderência ao programa de treino. Por isso, se possível, treine em dupla!  Bons treinos!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here