Veja quais suplementos ajudam e quais não fazem diferença na dieta e na prática de exercício – A Chata das Dietas

0
4346


O NIH (National Institutes of Health), entidade de saúde do governo norte-americano, lançou dois documentos para ajudar na escolha de suplementos alimentares, tanto os emagrecedores quanto aqueles voltados para a prática de exercício físico.

São duas páginas com informações sobre 44 substâncias presentes nas fórmulas de suplementos, incluindo chá verde e faseolamina (proteína do feijão branco), que ajudariam na perda de peso, e cafeína, glutamina e aminoácidos tipo BCAA, usados para melhorar o desempenho e os resultados de atividades físicas.

“Os americanos gastam mais de US$ 2 bilhões por ano em suplementos para perda de peso, mas há pouca evidência de que eles realmente funcionam”, disse Anne L. Thurn, do ODS (sigla em inglês para gabinete de suplementos alimentares). “As pessoas podem não saber que muitos fabricantes não fazem estudos em humanos para descobrir se o produto funciona e é seguro”, complementa.

Abaixo, veja a eficácia e a segurança de cinco suplementos emagrecedores (o resto pode ser consultado neste link, em inglês e espanhol). Enquanto a faseolamina tem um efeito discreto no emagrecimento e não traz riscos à saúde, pílulas com extrato de chá verde já foram associadas a danos no fígado (se quiser ver maior, é só clicar na imagem).

 

Agora, conheça a eficácia e a segurança de cinco substâncias usadas em suplementos que ajudariam na prática de exercício físico (veja neste link a lista completa, em inglês e espanhol).

A creatina, por exemplo, pode ajudar em atividades de alta intensidade, como corrida ou levantamento de peso, mas não é indicada para esportes de resistência (corrida a distância ou natação) –se quiser ver maior, é só clicar na imagem.

“Os suplementos dietéticos não podem substituir uma dieta saudável, mas alguns podem ter valor para certos tipos de atividades. Já outros não funcionam e podem até ser prejudiciais”, disse Paul M. Coates, diretor do ODS. “Incentivamos as pessoas a conversar com seus médicos e visitar o nosso site para obter informações sobre esses produtos.”



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here