Como evitar lesões no joelho (6 DICAS ESSÊNCIAS!)

0
5701


Apesar das lesões no joelho serem altamente comuns, muitas delas podem ser evitadas com boas práticas. Veja neste artigo!

O joelho é a articulação mais complexa do corpo humano. Não pelos movimentos que faz, mas pela complexidade da estabilização e principalmente, absorção de impacto que ela produz.

Desta forma, não é de se espantar que as lesões de joelho ocupem um posto de destaque na incidência populacional.

Muitas destas lesões de joelho, tem origem genética. Mas a maioria delas, podem ser evitadas com boas práticas. Há formas de manter seus joelhos saudáveis.

Basicamente, as principais lesões de joelho são:

– Ruptura de ligamentos (cruzado, colateral, etc.);

– Lesão de menisco;

– Condromalácia patelar;

– Luxação patelar.

Cada uma delas tem origens e causas específicas. Porém, a prevenção destas lesões é muito parecida.

O TEXTO CONTINUA APÓS ESSA PUBLICIDADE!

Aqui é importante destacar que lesões por impacto, como rompimentos de tendão por choque, não se enquadram nestes elementos. Porém, com boas práticas, conseguimos minimizar este problema!

Prevenir lesões de joelho é possível!

No geral, as lesões de joelho acontecem com base em uma série de situações. Por isso, a prevenção não é isolada, mas sim, um conjunto de boas práticas.

1- Fortalecimento muscular

Esta é a base para evitarmos qualquer lesão articular ou muscular. Músculos mais rígidos e fortes, dão mais estabilidade para as articulações e evitam que elas sejam lesionadas facilmente.

No caso dos joelhos, ao contrário do que muitas pessoas acreditam, não basta apenas fortalecer o quadríceps. Sim, ele também deve ser fortalecido, mas não de forma única.

Os isquiotibiais, juntamente com o tríceps surral (panturrilha), devem ser fortalecidos de forma igual. Caso contrário, você terá um desequilíbrio muscular, que vai acabar trazendo instabilidade articular.

É muito comum, por exemplo, vermos atletas que lesionam o joelho. Muitas vezes, estas lesões não são oriundas da falta de fortalecimento dos quadríceps, mas sim, da falta de fortalecimento dos isquiotibiais e panturrilhas.

Por isso, o fortalecimento deve ser completo. Caso contrário, justamente estes exercícios de fortalecimento, podem ser a base para lesões.

2- Execução dos exercícios correta

Este é um ponto fundamental. Muitas lesões têm como base, movimentos ruins de musculação, por exemplo. Se não forem respeitadas as rotas articulares, se o joelho é exposto há sobrecargas desnecessárias, teremos uma chance muito maior de lesão.

Por exemplo, se você não mantiver o alinhamento articulares do joelho durante os exercícios, as estruturas serão sobrecarregadas de uma forma que no longo prazo, pode ocasionar lesões. Neste caso, o valgo dinâmico é um dos problemas mais comuns.

Durante movimentos como o agachamento, o joelho “gira” para dentro. Isso causa uma sobrecarga imensa nas articulações. Este é um quadro que precisa de um tratamento específico.

Porém, há alguns casos que simples correções na execução dos movimentos, já são mais do que suficientes para que sejam evitadas maiores lesões no joelho. Aqui, o acompanhamento de um bom profissional, faz toda a diferença.

Leia também => A importância de fortalecer o vasto medial para preservar o joelho

3- Carga em excesso

Este é um ponto que complementa o anterior. Uma das formas de evitar lesões de joelho, é usar uma carga adequada para sua individualidade.

Imagine por exemplo, que você tenha uma execução ruim do agachamento, onde seus joelhos são expostos a estímulos lesivos. Agora imagine essa situação, com uma carga alta. Pronto, o problema está criado!

É muito importante que a carga de seus exercícios na musculação, seja muito bem controlada. Caso contrário, seus joelhos são expostos a um estimulo inadequado, que na grande maioria dos casos, gera lesões.

– Mas quanto é a carga adequada?

Este é um ponto fundamental! Afinal, eu tenho uma adequação de carga que é diferente da sua. Histórico de treinamento, fatores genéticos e fisiológicos, idade, sexo e muitos outros fatores tem de ser levados em conta.

Neste caso, o mais inteligente é uma carga progressiva. Ir aumentando a carga dos exercícios, conforme uma periodização bem alinhada.

Desta forma, teremos mais segurança nos movimentos, iremos evitar as lesões de joelho e outras articulações e não teremos uma perda de resultados.

4- Postura adequada

Este é provavelmente, o ponto mais sensível de todos os citados aqui. Muitos desvios posturais podem ocasionar lesões de joelho.

Por exemplo, uma pessoa que apresenta um determinado nível de escoliose, terá o quadril desalinhado e por consequência, seus joelhos. Isso irá fazer com que esta pessoa tenha um trabalho maior em um dos lados do corpo.

Com isso, os joelhos recebem uma enorme sobrecarga. Em médio e longo prazo, isso pode ser a base de inúmeras lesões.

A solução para isso é uma boa avaliação funcional, para detectar os problemas. Depois, o tratamento tem como base, o fortalecimento adequado. Desta maneira, a musculação bem aplicada, pode ser uma grande aliada para resolver este problema!

5- Trabalho de flexibilidade constante

Este é um ponto que complementa o anterior. Não adianta apenas fortalecer seus músculos. Eles precisam ser também flexíveis. Por isso, o trabalho de flexibilidade é fundamental para que as lesões de joelho e de outras articulações, sejam evitadas.

Mas qual a relação da flexibilidade com as lesões de joelho?

Quando temos músculos encurtados, eles acabam gerando desequilíbrios. Isso vai fazer com que o joelho precise trabalhar de uma forma a qual ele não está adaptado. Por isso, é fundamental buscar o equilíbrio entre fortalecimento e flexibilidade.

6- Cuidado com impacto

Impacto em si, geralmente não gera lesões. A falta de preparo para o impacto, sim. Uma das formas de reduzir os malefícios do impacto, é o fortalecimento muscular.

Por exemplo, se você é um corredor, precisa fortalecer seus membros inferiores, para que o impacto da corrida seja dissipado de forma mais eficiente.

Por isso, você não precisa necessariamente evitar esportes de impacto. Precisa sim, se preocupar mais em fortalecer seus músculos e articulações.

Leia também => Como proteger seus joelhos na corrida (6 recomendações importantes)

Reduzir as lesões de joelho é um desafio que passa pelo treinamento inteligente. Treinar de forma programada e sequencial, vai fazer com que a saúde de seus joelhos seja preservada por muito mais tempo.

Afinal, musculação não é apenas hipertrofia. Ela está intimamente ligada a sua funcionalidade e qualidade de vida. Bons treinos!



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here