‘Vamos avaliar a vacinação para todo o Brasil’, diz ministro sobre a febre amarela | Bem Estar

0
5068


O ministro da saúde, Ricardo Barros, disse na noite desta segunda-feira (19) que o governo estudará a possibilidade de vacinar todo o Brasil contra a febre amarela. Ele explicou que a medida deverá ser avaliada melhor após o encerramento desse ciclo da doença, que ocorrerá em junho.

Barros compareceu ao programa Roda Viva, da “TV Cultura”. Falou, na maior parte do tempo, sobre o atual surto de febre amarela. Ele disse que há vacinas disponíveis para todos os brasileiros que ainda não receberam uma dose.

Atualmente, apenas uma parte do Brasil é área de recomendação permanente. Outra parte do país passou a ter a recomendação devido aos novos casos. Veja a área:

‘Minas não fez a lição de casa’

O ministro lembrou que Minas Gerais lidera o número de casos, assim como no último surto entre o fim de 2016 e o início de 2017. Segundo ele, porque o estado “não fez a lição de casa”. Por outro lado, elogiou o trabalho do Espírito Santo, sem reincidência de surto neste ano.

Ao ser questionado sobre uma possível punição ao estado de Minas, Barros diz que respeita a “autonomia dos municípios”. Segundo ele, há maior garantia de sucesso quando o trabalho é feito pelos gestores locais.

Além disso, o ministro disse que a febre amarela deverá ocorrer todos os anos no Brasil. Segundo ele, desde a década de 40, o país tem 80 a 90 casos da doença na região da Amazônia. A diferença está na chegada em novos estados.

Foram recebidas 1.626 notificações neste período – pacientes com suspeita de febre amarela. Os órgãos de saúde descartaram 684 casos e 478 ainda estão sendo investigados.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here