F5 – Viva Bem – Intolerante ao glúten, Isis Valverde deve ter cuidado especial na gravidez

0
2302


Descrição de chapéu

Agora

São Paulo

A atriz Isis Valverde, 31, está grávida de seu primeiro filho, fruto do seu relacionamento com o modelo André Resende. Por ser celíaca, ou seja, ter total intolerância ao glúten, a artista deve ter cuidado especial, explicam médicos e nutricionistas.

“A gestante celíaca precisa de um bom acompanhamento nutricional e pré-natal, seguindo as orientações dos profissionais e uma dieta sem nenhuma ingestão de glúten. Dessa forma, ela poderá ter uma gravidez tranquila”, explica a ginecologista e obstetra Carolina Curci.

Em geral, o médico pode recomendar reposição de alguns nutrientes, como ferro, cálcio, ácido fólico e outras vitaminas, que também são normalmente indicadas para todas as gestantes. 

A médica Carolina alerta que o problema maior é quando a mulher não sabe que tem a doença ou não a trata da forma adequada. “Nesses casos, as gestantes são mais propensas ao parto prematuro ou ao aborto espontâneo. O bebê também pode nascer com baixo peso.” 

Isso porque uma das características da doença é que o glúten inviabiliza a absorção de nutrientes pelo intestino. “É também uma doença autoimune, ou seja, os anticorpos são ativados e agridem o próprio corpo. Portanto, se eles ainda estiverem circulando na mulher grávida, podem acarretar riscos à gravidez e ao bebê”, afirma a nutricionista Lucélia Silva Costa, conselheira da Fenacelbra (Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil).

A assessoria da atriz afirma que ela é acompanhada por nutricionistas e que a gestação segue normalmente. Durante o Carnaval deste ano, Isis Valverde disse que prefere ser “inteligente ao se alimentar” a fazer dieta.

Também celíaca, a advogada Fernanda Prevedello, 37, conta que triplicou os cuidados durante a gravidez, que transcorreu sem problemas. “Fiquei com muito medo, mas permaneci atenta para fazer tudo certinho”, conta. O filho dela, Enrico, nasceu há dois meses.”Veio no tempo certo e saudável.”

Outra dúvida das mães é se a criança herdará a sua condição. Segundo os especialistas, por ser uma doença genética, os filhos têm até 15% chance de desenvolvê-la ao longo da vida.”Ainda não há um consenso sobre a melhor época de introduzir o glúten na alimentação da criança a fim de evitar que a doença seja disparada. Mas o que é possível dizer, com certeza, é que a introdução mais tardia do glúten preserva o desenvolvimento desses bebês”, afirma a nutricionista Lucélia.


Agora



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here