Cardio, Por que é importante mesmo para quem faz musculação?

0
505


O cardio é muitas vezes deixado de lado. Porém, mesmo para quem visa a hipertrofia, ele é bastante importante.

Fazer cardio apenas para emagrecer ou em períodos de definição é um erro na grande maioria das vezes.

O treino de cardio é muito importante para diferentes objetivos. Deixar este tipo de treino de sua rotina, pode ser um erro.

É importante entender que o cardio é aquele treino de ordem aeróbica e que pode ser usado para quem busca a hipertrofia, ou para quem quer emagrecer.

5 razões para fazer um treino cardio, mesmo que seu objetivo seja a hipertrofia

Achar que o cardio não é importante, é um dos erros mais comuns entre os praticantes de musculação.  

Sem falar em todos os benefícios funcionais e metabólicos que o cardio traz para a saúde, ele ainda melhora consideravelmente outros fatores, ligados a hipertrofia.

Por isso, selecionei 5 razões para você fazer o treino cardio, mesmo que seu foco seja a hipertrofia.

Leia também:

Aeróbicos antes ou depois da musculação?

1- Melhora do Vo2 máximo

Um erro muito comum é acreditar que o condicionamento aeróbico, representado pelo Vo2 máximo é importante apenas para o emagrecimento.

Quanto menor o seu Vo2 máximo, menor será seu desempenho nos treinos de musculação.

Ou você não fica ofegante em um treino mais intenso? Não sente o coração acelerado após aquela série até a falha concêntrica?

Tudo isso tem uma influência direta do vo2 máximo, que é melhorado com seu cardio.

Lógico que quem está com foco em hipertrofia, não precisa exagerar no cardio.

Mas precisa, com toda a certeza, de um trabalho mais acentuado para a melhora do condicionamento.

Por isso, incluir o cardio em sua rotina é fundamental. De preferência em momento separados ao treino de musculação.

2- Aumento da vascularização muscular

Os exercícios aeróbicos aumentam a exigência de irrigação sanguínea, algo fundamental para o bom funcionamento do corpo.

Além disso, com a melhora do condicionamento através do cardio, os músculos recebem mais vasos capilares.

Estes vasos sanguíneos são muito mais finos do que as veias e artérias e se inserem nos tecidos, como músculos.

Para a hipertrofia, isso é fantástico. Afinal, com mais vascularização, os músculos recebem mais nutrientes, se recuperam mais rápido e aumentam sua capacidade de hipertrofia.

Lógico que o treino resistido também traz este aumento da vascularização, mas o cardio ajuda a compor um cenário mais amplo.

3- Aumento da secreção hormonal anabólica

Hormônios anabólicos como o GH e a testosterona, também são mais estimulados com a prática do cardio.

O mais interessante, para quem busca a hipertrofia, é que a forma como o corpo secreta os hormônios anabólicos através do cardio, é diferente. Isso vai trazer uma otimização neste processo.

Não que o cardio em si, traga um resultado estupendo em termos de quantidade. Não, o foco é outro.

A questão é ter uma secreção hormonal aumentada, através de outras vias. Por isso, o cardio ajuda nos processos anabólicos.

Mas para que isso aconteça, ele precisa ser feito de acordo com a intensidade adequada para este objetivo.

Estímulos mais intensos e intermitentes, como o HIIT, são mais interessantes do que o aeróbico continuo, quando o foco for a melhora dos processos hormonais.

4- Controle do percentual de gordura

Por mais que seu foco seja a hipertrofia, é muito importante manter seu percentual de gordura dentro de um limiar aceitável.

Mesmo em fases de bullking, onde o aumento do percentual de gordura é inevitável, é importante manter este aumento sob controle.

O cardio bem aplicado neste caso, pode ser bastante interessante.

Não como foco principal. Mas sim, com enfoque em manter o condicionamento aeróbico em constante melhora e principalmente, com enfoque em não aumentar de forma desordenada, seu percentual de gordura.

Para isso, ele deve ser feito de forma moderada, mas continua. Moderada em termos de volume e intensidade. Contínua no sentido de não termos uma redução no processo de treinamento.

5- Melhora da definição muscular

Tudo o que foi citado acima acaba ajudando em um objetivo: a melhora na eficiência da utilização de gordura como fonte energética.

Isso para fins estéticos, é fundamental. Primeiro porque vai fazer com que o processo de cutting seja muito mais fácil.

Segundo porque vai estimular o corpo a usar mais lipídios como fonte energética, em situações comuns.

Mas para que isso realmente aconteça, o cardio precisa ser bem aplicado e feito com variações de estímulo.

Ele é coadjuvante neste quadro, mas de fundamental importância. Se você está em fase de definição, dentro de sua periodização, isso é ainda mais importante.

O treino cardio é fundamental para quem busca a hipertrofia.

Leia também:

12 erros que você pode estar cometendo ao buscar definição muscular

Ele deve ser feito com inteligência e dentro das necessidades que você possui.

Lembrando sempre que o cardio só trará resultados se a sua dieta estiver alinhada.

Bons treinos!

Cardio, Por que é importante mesmo para quem faz musculação?

4.8 (96.67%) 6 votes






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here