Controle do aquecimento global pode ajudar a diminuir casos de dengue na América Latina, diz estudo | Natureza

0
2758

[ad_1]

Os pesquisadores da Universidade de East Anglia, no Reino Unido concluíram que uma redução da temperatura global para 1,5 º C poderia evitar cerca de 3,3 milhões de casos de dengue por ano na América Latina e no Caribe.

A diminuição também evitaria o avanço da doença em áreas onde o nível de incidência ainda é baixo. Um aumento para 3,7º C na temperatura global poderia causar um aumento de 7,5 milhões de casos por ano no mundo.

A dengue é um doença tropical causada por um vírus e transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti. Pode causar febre, dor de cabeça e vômitos. Como o mosquito se reproduz em ambientes de calor e umidade, a dengue é mais comum em regiões com este clima.

Brasil seria maior beneficiado

De acordo com o estudo, feito também em parceria com a Universidade do Estado do Mato Grosso, o Brasil seria o maior beneficiado com a limitação do aumento da temperatura. O país evitaria 500 mil casos de dengue por ano até 2050 e 1,4 milhões de casos por ano até 2100.

Aquecimento global: controle de temperaturas pode ajudar a combater avanço da dengue (Foto: Pixabay)Aquecimento global: controle de temperaturas pode ajudar a combater avanço da dengue (Foto: Pixabay)

Aquecimento global: controle de temperaturas pode ajudar a combater avanço da dengue (Foto: Pixabay)

O acordo, assinado em dezembro de 2015 durante a cúpula da ONU sobre mudanças climáticas, COP 21, prevê que os países devem trabalhar para que o aquecimento global fique muito abaixo de 2ºC, buscando limitá-lo a 1,5ºC em relação aos níveis pré-industriais.

O acordo internacional foi o primeiro da história em que os 195 países da ONU se comprometem a reduzir suas emissões, mas em junho de 2017 o presidente americano Donald Trump anunciou que os EUA estavam deixando o acordo.

O que é aquecimento global?

O que é aquecimento global?

O acordo pedia ao Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas que fizesse um estudo, nos próximos dois anos, para identificar mais claramente qual seria o impacto no planeta de um aumento de temperatura de 1,5 °C – em relação à era pré-industrial – e quanto de poluição precisa ser cortado para atingir esse objetivo.

O estudo sobre a dengue feito pela Universidade de East Anglia mostra um dos benefícios desta redução proposta em 2015.

“Existe uma crescente preocupação sobre o impacto das mudanças climáticas na saúde das pessoas. Sabe-se que limitar o aquecimento global em 1,5º C beneficiaria a saúde humana, o impacto desses benefícios continuam- em sua maioria- desconhecidos”, disse o líder da pesquisa Dr. Felipe Colón-González.

[ad_2]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here