Estudos apontam que passear com seu cachorro faz bem para ele e para você – 22/07/2018 – Equilíbrio e Saúde

0
1875

[ad_1]

Passear com o cachorro pode ser um bom exercício. Segundo estudos recentes, adultos que costumam levar o cão para passear com frequência têm maior chance do que quem não leva de atingir a recomendação padrão de exercícios de 150 minutos semanais de atividade física moderada. 

Cachorros que se exercitam também tendem a ser mais magros e a ter um comportamento melhor do que caninos sedentários.  Entretanto, quase 40 por cento dos donos de cachorros quase nunca os levam para passear.

Preocupada com essa estatística, Katie Becofsky, professora de cinesiologia da Universidade de Massachusetts, começou a se perguntar se seria possível induzir as pessoas a levar seus cães para passear com maior frequência.

Ela então convidou um grupo de aproximadamente 30 donos de cães que diziam raramente levá-los para passear a participar de uma aula especial de obediência canina.

Os pesquisadores disseram aos proprietários que o programa pretendia melhorar o comportamento do cão quando na guia e coleira, mas o objetivo real era ver se as aulas também conseguiriam aumentar o número de passeios feitos pelos donos e sua atividade física ao fim da iniciativa.

Nesse sentido, metade do grupo começou seis semanas de aula enquanto os outros ficavam na lista de espera como grupo de controle. 

Os participantes faziam aulas com os cães várias vezes por semana, mantinham um diário sobre os passeios e utilizavam um monitor de atividade, pretensamente para registrar tais caminhadas.

Os diários e os monitores demonstraram que as pessoas começaram a passear com os cães alguns minutos a mais a cada semana. Inesperadamente, no entanto, tais minutos não elevaram os exercícios semanais dos donos.

Becofsky pode ter ficada desapontada com os resultados, mas suspeita que o clima atrapalhou. O estudo aconteceu durante um período prolongado de chuva e frio na região. Assim, o aumento da duração dos passeios com os cachorros, ainda que pequeno, foi notável.

Outro estudo que avaliou a relação entre cães e bem-estar usou universitários da Carolina do Norte como voluntários. Os pesquisadores criaram uma aula de Educação Física, valendo créditos, centrada em levar cães para passear. 

Os alunos visitavam um abrigo para animais duas vezes por semana e levavam um dos cães até um parque enquanto utilizavam um pedômetro.

Os dados dos aparelhos demonstraram que os alunos, em média, davam 4.500 passos, cerca de 3.600 metros de caminhada, durante cada sessão com os animais.

“A maioria deles se surpreendia por caminhar tanto”, conta Melanie Sartore-Baldwin, professora da universidade. “Há algo muito cativante em passar tempo com um cachorro muito satisfeito em ver você e conseguir dar facilmente 4.500 passos.”

 

[ad_2]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here